Sindicato dos Contabilistas da Serra Catarinense
Logomarca_Sindicont_%28Modificada%29.jpg

FUNDAÇÃO:

A entidade foi fundada como ASSOCIAÇÃO DOS CONTABILISTAS DE LAGES, em 20/07/1978, por um grupo de Contabilistas que sentiram na ocasião a  necessidade de se unirem formando o  associativismo que predomina na Categoria.

1° DIRETORIA E AÇÕES:

O 1º Presidente foi o contabilista IMERIO CLEMENTE PELLIZZARO, que comandou a instituição por um período de 10 anos, até 1988.

No período da gestão, a instituição cresceu e desenvolveu inúmeras atividades, inclusive, cediou em 1982, sob a sua coordenação, a Convenção dos Contabilistas do Estado de Santa Catarina, tendo sido o 1º evento marcante da entidade, feito com absoluto sucesso.

Deste evento o superavit gerado, permitiu a entidade comprar uma sala comercial, localizada na Rua Presidente Nereu Ramos, 73,  Edifício Centenário - 6º andar.

2° Diretoria e Ações:

Em 1989, já na gestão do contabilista Vilso Isidoro, deliberaram a transformação da entidade em Sindicato, o que foi feito em 21.06.1989, passando então a denominar-se SINDICATO DOS CONTABILISTA DE LAGES – SINDICONT.  Ainda na gestão Vilso Isidoro, deu-se  os primeiros passos para a construção da sede social, cujo  terreno foi recebido por doação da Prefeitura Municipal de Lages.  

Alteração do Nome:

O Sindicato dos Contabilistas de Lages alterou a sua denominação, passando a se chamar SINDICATO DOS CONTABILISTAS DA SERRA CATARINENSE – SINDICONT SERRA CATARINENSE, com abrangência nos dezenove (19) municípios da AMURES, de acordo com a assembléia realizada em 25/09/2009, sendo presidente nesta data o contador Sr. Ademir Vicente Coelho.

Gestões Seguintes:

Após a gestão Vilso Isidoro, os Presidentes foram os contabilistas:

* Genésio Zanoni;
*José Sidney Ribeiro Esmério;
*Nerci Tercilio Correa;
*Cenio Tadeu Gomes Bettu;
* Delvo Corbellini;
*Sueli Feldhaus;
*Ademir Vicente Coelho;
*Emir Líbero Isoton;

* Edmilson Veiga que permanece atualmente. 
FINALIDADE E OBJETIVO do SINDICONT SERRA:
  •     Representar a categoria perante as autoridades administrativas e judiciárias, os interesses gerais de sua categoria ou os interesses individuais de seus associados;
  •     Colaborar com o Estado, como órgão técnico e consultivo, no estudo e solução dos problemas que se relacionem com sua categoria de contabilistas;
  •      Colaborar com os poderes públicos, no desenvolvimento da solidariedade social;
  •      Observância das leis e dos princípios de moral e compreensão dos deveres cívicos.